Peeling ou microagulhamento? Qual é o melhor tratamento?

O microagulhamento é uma técnica desenvolvida especialmente para o tratamento de rugas, cicatrizes (principalmente de acne), estrias, flacidez e hipercromias, por meio de perfurações na pele feitas por um cilindro com microagulhas. 

Você vai aprender nesse artigo:

O microagulhamento é uma técnica desenvolvida especialmente para o tratamento de rugas, cicatrizes (principalmente de acne), flacidez do colo e pescoço e hipercromias, por meio de perfurações na pele feitas por um cilindro com microagulhas.

Mas, para os clientes que estão em busca de uma pele livre de rugas e flacidez, o microagulhamento é melhor do que o peeling? Neste post vamos explicar mais sobre cada um dos procedimentos e seus benefícios. Confira!

Microagulhamento x peeling: qual procedimento é melhor?

Para responder essa pergunta, é necessário avaliar a necessidade de cada cliente, de acordo com o tipo de pele e a complexidade do tratamento. As duas técnicas são muito indicadas e buscadas nas clínicas estéticas por apresentarem resultados de alto impacto.

No entanto, o que vai definir qual procedimento é melhor são as necessidades específicas do seu cliente. Para te ajudar selecionamos os benefícios das duas técnica.

Microagulhamento

Também chamado de Indução Percutânea do Colágeno ou Terapia de Indução do Colágeno, o microagulhamento é um procedimento utilizado no tratamento de harmonização facial da papada, pescoço e colo, cicatrizes de acne, alopecia, flacidez e até mesmo no clareamento de manchas de acne e melasma.

A técnica é feita por meio de um cilindro com microagulhas, que promove múltiplas perfurações na pele, induzindo a formação de colágeno e elastina.

Algumas das principais vantagens do microagulhamento são:

  • Favorece a regeneração do tecido;
  • Aumenta a penetração de ativos;
  • Estímulo de colágeno e elastina;
  • Menor chance de efeito rebote; e
  • Não há remoção da barreira natural da pele;

A principal desvantagem é que, por ser um procedimento mais invasivo, ele tende a deixar a pele hipersensibilizada e pode provocar dor ao cliente, uma reação esperada e intencional.

Em contrapartida, os efeitos benéficos podem ser sentidos logo após a primeira sessão. Onde o ideal são entre 3 a 6 sessões para resultados mais efetivos!

Leia também: Conheça os principais tratamentos faciais que você pode fazer em Brasília.

Peeling

peeling é um procedimento que estimula a renovação celular por meio de uma descamação controlada com o uso de substâncias químicas ou de métodos físicos, como a dermoabrasão. Funciona como uma esfoliação, que pode ir desde superficialmente até as camadas mais profundas da derme.

A técnica pode ser utilizada para clarear manchas e cicatrizes de acne, além de atuar no tratamento de rugas e linhas de expressão. Para isso, são utilizados ativos químicos dermocosméticos, como o ácido salicílico, o ácido mandélico e o ácido retinóico.

As principais vantagens do peeling são:

  • Remoção de parte da epiderme, estimulando a renovação celular;
  • Trata manchas e melasma desde a formação da melanina;
  • Neutraliza e corrige os sinais de acne, eliminando a bactéria causadora;
  • Aumenta a produção celular, sendo eficaz no tratamento de cicatrizes;
  • Atua contra os sinais da idade, sendo excelente opção antienvelhecimento e para prevenir o envelhecimento precoce.

Apesar de ser seguro e muito eficaz, a recuperação do peeling é um pouco mais longa do que a do microagulhamento. Além disso, após a realização do peeling, é necessário que o profissional oriente seu paciente quanto a importância de se proteger da radiação solar.

Isso porque, após o procedimento, a pele fica mais sensível e, consequentemente, com mais chances de ocorrer uma hiperpigmentação pós-inflamatória.

Leia também: Conheça os principais tratamentos estéticos buscados para serem realizados antes das festas de fim de ano.

 

Links de relevância: FacebookInstagram e Youtube

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp